FICHA TÉCNICA

Direção: Caroline Holanda

Intérpretes-criadoras: Gab Costa, Jéssica Cruz e Ruth Andrade 

Técnica: Cleiton Alves, Gilson Alves, Nilson Alves, Alexandre Veras, Caroline Holanda

Figurino: Isac Bento

Desenho Sonoro: Leandro Oliván 

Luz: Caroline Holanda e Alexandre Veras

Produção: Júlia Norões

SÓLITO

Do dicionário: aquilo que é comum, corriqueiro. Figuras desenham o espaço, rabiscam fluxos, desfiam tensões. Portas, cordas, tesouras... Ir ou ficar. Manter ou deixar.

Uma partitura cênica entre corpo e imagem que investiga a partir de universos aparentemente insólitos, aquilo que é humano, sólito. No lugar onde a fragilidade é força.

RELEASE:

Resultado de três anos investigativos da Scenogramas Cia Cênica, o espetáculo Sólito é um híbrido da dança-teatro contemporânea, do circo e da magie nouvelle. É uma composição fundada no movimento e na imagem, criando tensões em torno do ir ou ficar, cortar ou manter. 

 

A cia. pesquisa em torno dos eixos corpo-matéria-movimento-imagem, desde 2010, na fronteira entre diversas linguagens artísticas. Sólito nasceu em 2014, “foi um dispositivo para estar juntos, num percurso radical de pesquisa de linguagem, dos modos de produção, de fazer arte” explica Caroline Holanda, que assina direção e concepção.

 

Scenogramas é a primeira companhia a trazer a magie nouvelle – na tradução literal, mágica nova - à Fortaleza, técnica que tem como proposta deixar a mágica mais “poética” ao uní-la com a dança contemporânea, as novas mídias, o teatro e o circo. Caroline Holanda tem formação em magie nouvelle pelo Centro Nacional das Artes do Circo (CNAC), na França

Jornal Diário do Nordeste Capa Caderno 3
Jornal Diário do Nordeste Capa

Valéria Pinheiro - coreógrafa

Rodrigo de Oliveira  - Produtor

Pedro Dória- ator

Raffael  Tomaz - bailarino

 
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now